Sobre este Relatório

O BB adota neste documento, multiplataforma, as diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI), além de considerar ainda as visões manifestadas em seu III Painel de Stakeholders.

Transparência

GRI 3.2 | 3.3

Para reforçar seu compromisso com a ética e a transparência, e acreditando que a sustentabilidade permeia todos os processos da empresa, o Banco do Brasil disponibiliza aos diversos públicos de relacionamento, através de um relatório único, a questão socioambiental somada às tradicionais Demonstrações Contábeis e resultados econômicos do ano de 2011.

Pelo sexto ano consecutivo, o Relatório Anual do BB segue as diretrizes contidas na terceira versão do modelo da Global Reporting Initiative (GRI). Ele estabelece um padrão de relato das informações que é adotado internacionalmente por possibilitar a comparação do desempenho de uma companhia ao longo do tempo e em relação a outras, independentemente do segmento de atuação. O Banco do Brasil atende aos indicadores GRI do Suplemento para o Setor Financeiro, declarando-se nível A+ de aplicabilidade. Também considera os critérios disseminados pela Associação Brasileira das Companhias Abertas (Abrasca), indicadores reconhecidos no mercado de capitais brasileiro.

Elaboração do Relatório

GRI 3.5 | 3.7

Como resultado do processo de engajamento de diversas áreas do Banco do Brasil e de seus públicos de relacionamento, o Relatório Anual é a materialização das atividades e iniciativas que o Banco do Brasil desenvolveu em 2011.

Para amparar seu propósito de reportar com fidelidade e, principalmente, com relevância, os fatos que marcaram sua atuação no período, o Banco do Brasil promoveu, no início de dezembro de 2011, em São Paulo, seu III Painel de Stakeholders.

O evento reuniu acionistas/investidores, funcionários, fornecedores, clientes e representantes de comunidades, especialistas, governo e terceiro setor com o objetivo de relacionar os temas mais relevantes que devem constar no Relatório Anual 2011 e avaliar o relatório anterior. O evento também contou com participação de gestores do Banco, que apresentaram os principais encaminhamentos dados às demandas e observações feitas no painel anterior, em novembro de 2010. Foram ainda alinhados os conceitos de sustentabilidade.

O resultado do III Painel de Stakeholders foi o Mapa de Relevância, que demonstra os temas considerados de maior interesse para os públicos estratégicos da Organização. Em sua construção, foram considerados os Princípios de Definição de Conteúdo do Relatório da GRI, nos seguintes contextos:

Sustentabilidade: foram levantados 67 temas para avaliação no Painel de Stakeholders, provenientes da análise de materiais como Código de Ética, Agenda 21 e Carta de Princípios de Responsabilidade Socioambiental, entre outros.

Materialidade: os temas mais relevantes foram definidos pelos públicos de interesse no Painel de Stakeholders.

Abrangência: as conclusões e recomendações suscitadas a partir da análise do Mapa de Relevância foram respeitadas.

Inclusão de stakeholders: foram convidados representantes de públicos estratégicos, com base no Código de Ética do Banco do Brasil.

Direcionadores do Conteúdo

GRI 3.5

A construção do conteúdo deste relatório foi baseada no Mapa de Relevância, resultante do III Painel de Stakeholders e nos temas mais importantes indicados por Vice-Presidentes do Banco através da realização de entrevistas.

Adicionalmente, no III Painel de Stakeholders, os públicos de relacionamento do Banco avaliaram o Relatório Anual 2010. As sugestões apresentadas foram estruturadas e incorporadas neste relatório. Os resultados podem ser conferidos a seguir:

Demanda Encaminhamento
Linguagem menos extensa O relatório apresenta um texto mais sintetizado sem que haja redução
da qualidade da informação. Por isso, ao longo do relatório, são apresentados links para aprofundamento dos temas.
Análise estratégica com os pontos fracos e oportunidades O capítulo Gestão Estratégica apresenta os principais desafios e o planejamento estratégico do BB para o período 2012-2016. São relatados os pontos de atenção e a prestação de contas das metas apresentadas no Relatório Anual 2010.
Maior abertura dos aspectos negativos Ao longo dos capítulos são relatados os pontos de melhoria que
ocorreram em 2011 e os seus encaminhamentos.
Indicadores e metas de sustentabilidade No Relatório Anual do BB, a sustentabilidade permeia todos os capítulos, além disso, é  apresentado no capítulo Gestão Estratégica a Prestação de Contas dos Desafios Socioambientais relacionados no Relatório Anual 2010.
Dados de sustentabilidade na cadeia de suprimentos Em “Fornecedores”, capítulo Conexão, há informações a respeito de como o Banco do Brasil incorpora o tema da sustentabilidade com sua cadeia de fornecedores.
Informações de ações e programas em funcionamento para Funcionários e desafios Em "Funcionários", capítulo Conexão, são apresentados programas com seus principais indicadores em 2011. O capítulo apresenta alguns desafios, tais como o Programa Ascensão Profissional, que visa atender a estratégia de promover a ascensão profissional pela meritocracia.
Visual mais atrativo O leiaute do relatório foi remodelado de forma que ficasse alinhado ao da revista Conexão BB, além de inovar, apresentando os públicos de interesse do Banco com personagens reais, buscando aproximar os leitores do Relatório Anual.
Cores mais suavizadas (em especial as do fundo)  O relatório utiliza as cores de forma mais suave e leve. Há um maior equilíbrio do uso das cores de fundo, respeitando as cores institucionais do Banco. As tabelas possuem fundo branco, com divisões feitas por linhas, permitindo a suavidade do leiaute.
Mais gráficos e dados  Além de utilizar recursos como gráficos e tabelas, o relatório também
apresenta as informações por meio de infográficos e ícones, com o objetivo de tornar a leitura mais clara e fácil.


Relatório em Multiplataformas


A preocupação do BB em transmitir aos públicos informações claras e sintonizadas aos seus interesses específicos não se limita ao conteúdo, mas se estende também à forma. Assim, pelo terceiro ano consecutivo, o relatório é divulgado na versão eletrônica e em formato PDF. Seu conteúdo está disponível ainda em pen drive, iPad, iPhone e mobile, o que vai ao encontro do empenho da Instituição na redução do consumo de recursos, tais como papel para a confecção do relatório.

Para dar suporte ao documento, o BB publica a revista Conexão BB, compacta e com linguagem acessível, disponível em formato PDF no Portal do Banco do Brasil na página Relações com Investidores, na versão para iPad e impressa.

Em relação ao acesso, este Relatório Anual prima pela agilidade na navegação, mantém todas as ferramentas e os recursos da versão anterior (2010), incluindo a possibilidade de o leitor selecionar os assuntos de seu interesse.

Já em termos de estrutura, o documento está organizado em nove capítulos, que possuem links entre si, e apresenta opções de áudio e vídeo ajustáveis no início da exibição do conteúdo proposto. O leitor também pode ajustar a dimensão da letra à sua necessidade.

Abrangência

GRI 3.1 | 3.6 | 3.7 | 3.8

As informações contidas neste relatório referem-se ao Conglomerado Banco do Brasil, ou seja, consideram a participação da Instituição nas empresas controladas e coligadas, e compreendem o período de 1° de janeiro a 31 de dezembro de 2011.

As informações contábeis atendem às orientações aplicáveis às companhias abertas pela Lei n° 6.404/76 e suas atualizações, assim como às normas e instruções da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e do Banco Central do Brasil, e os pronunciamentos do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) adotados pelos órgãos reguladores.

As informações financeiras e Demonstrações Contábeis abrangem as agências e subsidiárias da Instituição no País e no exterior, assim como suas controladas e coligadas diretas e indiretas relacionadas a seguir:

% de Participação
31.12.2011 31.12.2010
Segmento Bancário     Atividade    
Banco do Brasil – AG. Viena 1 4 Bancária 100% 100%
BB Leasing Company Ltd. 1 4 Arrendamento 100% 100%
BB Leasing S.A. – Arrendamento Mercantil 1 4 Arrendamento 100% 100%
BB Securities Asia Pte. Ltd. 1 4 Corretora 100% --
BB Securities LLC. 1 4 Corretora 100% 100%
BB Securities Ltd. 1 4 Corretora 100% 100%
BB USA Holding Company, Inc. 1 4 Holding 100% 100%
Brasilian American Merchant Bank 1 4 Bancária 100% 100%
Besc Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. 1 4 Administração de Ativos 99,62% 99,62%
Banco Patagonia S.A. 1 4 Banco Múltiplo 58,96% --
Banco Votorantim S.A. 2 4 Banco Múltiplo 50% 50%
Segmento Investimentos     Atividade    
BB Banco de Investimento S.A. 1 4 Banco de Investimento 100% 100%
Kepler Weber S.A. 2 4 Indústria 17,56% 17,56%
Companhia Brasileira de Securitização – Cibrasec 3 5 Aquisição de Créditos 12,12% 12,12%
Neoenergia S.A. 2 4 Energia 11,99% 11,99%
Segmento Gestão de Recursos     Atividade    
BB Gestão de Recursos – Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. 1 4 Administração de Ativos 100% 100%
Segmento Seguros, Previdência e Capitalização     Atividade    
BB Seguros Participações S.A. 1 4 Holding 100% 100%
BB Corretora de Seguros e Administradora de Bens S.A. 1 4 Corretora 100% 100%
Nossa Caixa Capitalização S.A. 1 4 Capitalização 100% 100%
BB Aliança Participações S.A. 3 4 Holding 74,99% 100%
Companhia de Seguros Aliança do Brasil 3 4 Seguradora 74,99% 100%
BB Mapfre SH1 Participações S.A. 3 4 Holding 74,99% --
Mapfre Vera Cruz Vida e Previdência S.A. 3 4 Previdência 74,99% --
Mapfre Participações Ltda. 3 4 Holding 74,99% --
Vida Seguradora S.A. 3 4 Seguradora 74,99% --
Brasilprev Seguros e Previdência S.A. 3 4 Seguradora/Previdência 74,99% 74,99%
Brasilcap Capitalização S.A. 3 4 Capitalização 66,66% 49,99%
Aliança do Brasil Seguros S.A. 3 4 Seguradora 50% 100%
BB Aliança Rev Participações S.A. 3 4 Holding 50% 100%
Brasilveículos Companhia de Seguros 3 4 Seguradora 50% 100%
Mapfre BB SH2 Participações S.A. 3 4 Holding 50% --
Mapfre Vera Cruz Seguradora S.A. 3 4 Seguradora 50% --
Mares Mapfre Riscos Especiais S.A. 3 4 Seguradora 50% --
Mapfre Assistência S.A. 3 4 Prestação de Serviços 50% --
Seguradora Brasileira de Crédito à Exportação – SBCE 3 4 Seguradora 12,09% 12,09%
Segmento Meios de Pagamento     Atividade    
BB Administradora de Cartões de Crédito S.A. 1 4 Prestação de Serviços 100% 100%
BB Elo Cartões Participações S.A. 1 4 Holding 100% --
Elo Participações S.A. 2 4 Holding 49,99% --
Companhia Brasileira de Soluções e Serviços – CBSS 3 4 Prestação de Serviços 49,99% 45%
Elo Serviços S.A. 2 4 Prestação de Serviços 33,33% --
Cielo S.A. 2 4 Prestação de Serviços 28,72% 28,74%
Tecnologia Bancária S.A. – Tecban 3 4 Prestação de Serviços 13,53% 13,53%
Outros Segmentos     Atividade    
Ativos S.A. Securitizadora de Créditos Financeiros 1 4 Aquisição de Créditos 100% 100%
Ativos S.A. Gestão de Cobrança e Recuperação de Crédito 1 4 Aquisição de Créditos 100% 100%
BB Administradora de Consórcios S.A. 1 4 Consórcio 100% 100%
BB Tur Viagens e Turismo Ltda. 1 4 Turismo 100% 100%
BB Money Transfers Inc. 1 4 Prestação de Serviços 100% 100%
Cobra Tecnologia S.A. 1 4 Informática 99,97% 99,99%
BV Participações S.A. 2 4 Holding 50% 50%
(1) Controladas; (2) Controle em conjunto, incluídas proporcionalmente na consolidação; (3) Coligadas, incluídas proporcionalmente na consolidação conforme determinação do Bacen; (4) Demonstrações Contábeis para consolidação relativas a dezembro/2010; (5) Demonstrações Contábeis para consolidação relativas a novembro/2011.

Foram consolidados, ainda os fundos de investimentos financeiros, BV Financeira FIDC II, BV, BV Financeira FIDC IV, BV Financeira FIDC V, BV Financeira FIDC VI, Fundo de Investimento Sedna Referenciado DI, Votorantim G&K Fundo de Investimento em Participações, BVIA Fundo de Investimento em Participações, Fundo de Investimento Nióbio I e a Entidade de Propósito Específico no exterior Dollar Diversified Payment Rights Finance Company, os quais o Banco controla direta ou indiretamente.

As informações socioambientais apresentadas neste documento não abrangem as seguintes empresas:

Confiabilidade das Informações e Asseguração Externa

GRI 3.4 | 3.9 | 3.10 | 3.11 | 3.13

As informações contidas neste relatório foram mensuradas e validadas pelas áreas gestoras do Banco, em processo que inclui sistemas de controle, levantamento e armazenagem de dados gerenciais. Quaisquer alterações na apuração ou apresentação das informações estão devidamente indicadas ao longo do relatório.

As Demonstrações Contábeis e as informações de natureza socioambiental foram auditadas e asseguradas, respectivamente, pela KPMG Auditores Independentes. A verificação externa das informações socioambientais é realizada desde 2008.

Para mais informações ou encaminhamento de dúvidas e sugestões em relação a este documento, o BB mantém os seguintes canais à disposição:

Unidade Relações com Investidores

www.bb.com.br/ri
ri@bb.com.br

Unidade Desenvolvimento Sustentável

www.bb.com.br/sustentabilidade
sustentabilidade@bb.com.br