busca
A- A+
Início »

Índice Remissivo GRI

Clique aqui para visualizar a Declaração Exame do Nível de Aplicação pela GRI


* Suplemento Setorial em sua versão final
Total
Parcial
Não reportado

Indicadores de Perfil
1. Estratégia e Análise Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
1.1 Declaração do detentor do cargo com maior poder de decisão na organização sobre a relevância da sustentabilidade para a organização e sua estratégia. 1
1.2 Descrição dos principais impactos, riscos e oportunidades. 1, 8, 10
2. Perfil Organizacional Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
2.1 Nome da organização. 2
2.2 Principais marcas, produtos e/ou serviços. 2
2.3 Estrutura operacional da organização, incluindo principais divisões, unidades operacionais, subsidiárias e joint ventures. 2
2.4 Localização da sede da organização. 2
2.5 Número de países em que a organização opera e nome dos países em que suas principais operações estão localizadas ou são especialmente relevantes para as questões de sustentabilidade cobertas pelo relatório. 2
2.6 Tipo e natureza jurídica da propriedade. 2
2.7 Mercados atendidos (incluindo discriminação geográfica, setores atendidos e tipos de clientes/beneficiários). 22
2.8 Porte da organização. 4
2.9   Principais mudanças durante o período coberto pelo relatório referentes a porte, estrutura ou participação acionária.   3, 7
2.10 Prêmios recebidos no período coberto pelo relatório. 42
3. Parâmetros para o Relatório Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
3.1 Período coberto pelo relatório (como ano contábil/civil) para as informações apresentadas. 3
3.2 Data do relatório anterior mais recente (se houver). 3
3.3 Ciclo de emissão de relatórios (anual, bienal etc.). 3
3.4 Dados para contato em caso de perguntas relativas ao relatório ou seu conteúdo. 3
3.5 Processo para a definição do conteúdo do relatório, incluindo: a) determinação da materialidade; b) priorização de temas dentro do relatório; c) identificação de quais stakeholders a organização espera que usem o relatório. A priorização dos temas a serem abordados foi levantada nas entrevistas realizadas com os vice-presidentes do Banco e no Painel de stakeholders realizado em novembro de 2010, que contou com 31 pessoas, divididas nos seguintes públicos estratégicos: acionistas, funcionários, especialistas, representantes da sociedade, clientes e fornecedores. A escolha destes públicos está vinculada à Missão e ao Código de Ética do BB. A partir deste Painel e das entrevistas com os executivos do Banco, foram identificados os temas abordados no relatório, conforme tabela da página 3 do Relatório. 3
3.6 Limite do relatório (como países, divisões, subsidiárias, instalações arrendadas, joint ventures, fornecedores). 3
3.7 Declaração sobre quaisquer limitações específicas quanto ao escopo ou ao limite do relatório. 3
3.8 Base para a elaboração do relatório no que se refere a joint ventures, subsidiárias, instalações arrendadas, operações terceirizadas e outras organizações que possam afetar significativamente a comparabilidade entre períodos e/ou entre organizações. 3
3.9 Técnicas de medição de dados e as bases de cálculos, incluindo hipóteses e técnicas, que sustentam as estimativas aplicadas à compilação dos indicadores e outras informações do relatório. 3
3.10 Explicação das consequências de quaisquer reformulações de informações fornecidas em relatórios anteriores e as razões para tais reformulações (como fusões ou aquisições, mudança no período ou ano-base, na natureza do negócio, em métodos de medição). Em 2010 houve mudança na metodologia utilizada para o cálculo de energia consumida no Banco do Brasil. Nos anos anteriores, o consumo era calculado com base nos valores gastos com as contas de energia das dependências. Em 2010, foi implantado um novo método, que permite a digitação dos dados referentes ao consumo real de kWh das contas de eletricidade, através de um sistema de gestão específico. 3, 24
3.11 Mudanças significativas em comparação com anos anteriores no que se refere a escopo, limite ou métodos de medição aplicados no relatório. 3
3.12 Tabela que identifica a localização das informações no relatório. 43
3.13 Política e prática atual relativa à busca de verificação externa para o relatório.

3,

attachments

4. Governança, Compromissos e Engajamento Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
4.1 Estrutura de governança da organização, incluindo comitês sob o mais alto órgão de governança responsável por tarefas específicas, tais como estabelecimento de estratégia ou supervisão da organização. 13
4.2 Indicação caso o presidente do mais alto órgão de governança também seja um diretor executivo (e, se for o caso, suas funções dentro da administração da organização e as razões para tal composição). 13
4.3 Para organizações com uma estrutura de administração unitária, declaração do número de membros independentes ou não executivos do mais alto órgão de governança. 13
4.4 Mecanismos para que acionistas e empregados façam recomendações ou deem orientações ao mais alto órgão de governança. 13
4.5 Relação entre remuneração para membros do mais alto órgão de governança, diretoria executiva e demais executivos (incluindo acordos rescisórios) e o desempenho da organização (incluindo desempenho social e ambiental). 13
4.6 Processos em vigor no mais alto órgão de governança para assegurar que conflitos de interesse sejam evitados. 11, 14
4.7 Processo para determinação das qualificações e conhecimento dos membros do mais alto órgão de governança para definir a estratégia da organização para questões relacionadas a temas econômicos, ambientais e sociais. 13
4.8 Declarações de missão e valores, códigos de conduta e princípios internos relevantes para o desempenho econômico, ambiental e social, assim como o estágio de sua implementação. 2, 10, 14
4.9 Procedimentos do mais alto órgão de governança para supervisionar a identificação e gestão por parte da organização do desempenho econômico, ambiental e social, incluindo riscos e oportunidades relevantes, assim como a adesão ou conformidade com normas acordadas internacionalmente, códigos de conduta e princípios. 13, 14, 16
4.10 Processos para a autoavaliação do desempenho do mais alto órgão de governança, especialmente com respeito ao desempenho econômico, ambiental e social. 13
4.11 Explicação de se como a organização aplica o princípio da precaução. 14, 15 7
4.12 Cartas, princípios ou outras iniciativas desenvolvidas externamente de caráter econômico, ambiental e social que a organização subscreve ou endossa. 14
4.13 Participação em associações (como federações de indústrias) e/ou organismos nacionais/internacionais de defesa em que a organização: a) possui assento em grupos responsáveis pela governança corporativa; b) integra projetos e comitês; c) contribui com recursos de monta além da taxa básica como organização associada; d) considera estratégica sua atuação como associada. 17, 29
4.14 Relação de grupos de stakeholders engajados pela organização. 10, 14, 21
4.15 Base para a identificação e seleção de stakeholders com os quais se engajar. O Banco do Brasil se relaciona com diversos públicos de interesse. A seleção dos stakeholders no Painel foi realizada com base na Missão e o Código de Ética do BB, nos quais priorizam-se clientes, acionistas, fornecedores, funcionários, concorrentes, comunidades, ambiente e governo. 14, 32
4.16 Abordagens para o engajamento dos stakeholders, incluindo a frequência do engajamento por tipo e grupo de stakeholders. O Banco do Brasil realiza a interação com stakeholders por meio de vários canais que estão localizados ao longo do capítulo Conexão (página 21). Neste capítulo, estão descritas as iniciativas do BB com cada um dos seus públicos, inclusive as formas de engajamento. Por exemplo, com clientes (pg 22), funcionários (pg 24), comunidade (pg 25), acionistas (pg 23), setor público (pg 26), concorrência (pg 29), diversos públicos (pg 32) e o Painel de Stakeholders (pg 3). 21, 32
4.17 Principais temas e preocupações que foram levantados por meio do engajamento dos stakeholders e que medidas a organização tem adotado para tratá-los. O BB consulta seus públicos de interesse para avaliação e definição de temas materiais. Em novembro de 2011, 31 pessoas participaram do II Painel de Stakeholders do Banco do Brasil. O resultado pode ser visualizado no quadro "Painel de Stakeholders" (pg 3), no qual encontram-se as demandas provenientes do Painel de Stakeholders e o encaminhamento para cada uma delas. Nesta tabela também está a localização das iniciativas nos capítulos do Relatório. 14, 21, 32
Indicadores de Desempenho Econômico
Forma de Gestão Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
  09 e 31  
ASPECTO: DESEMPENHO ECONÔMICO Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL EC1 Valor econômico direto gerado e distribuído, incluindo receitas, custos operacionais, remuneração de empregados, doações e outros investimentos na comunidade, lucros acumulados e pagamentos para provedores de capital e governos. 4
ESSENCIAL EC2 Implicações financeiras e outros riscos e oportunidades para as atividades da organização devido a mudanças climáticas. 28, 33, 38
ESSENCIAL EC3 Cobertura das obrigações do plano de pensão de benefício definido que a organização oferece. 24
ESSENCIAL EC4 Ajuda financeira significativa recebida do governo. 25, 33
ASPECTO: PRESENÇA NO MERCADO Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ADICIONAL EC5 Variação da proporção do salário mais baixo comparado ao salário mínimo local em unidades operacionais importantes. Ver Balanço Social Ibase. 6
ESSENCIAL EC6 Políticas, práticas e proporção de gastos com fornecedores locais em unidades operacionais importantes. O Banco do Brasil é empresa mista e seu processo de selação de fornecedores é submetida a lei 8.666/93. Os fornecedores e prestadores de serviços seguem critérios de seleção e contratação imparciais e transparentes, estes não privilegiam fornecedores locais. 27
ESSENCIAL EC7 Procedimentos para contratação local e proporção de membros de alta gerência recrutados na comunidade local em unidades operacionais importantes. O processo de contratação do BB é realizado por meio de concurso público, realizado em todos os estados do País, previsto no artigo 37 da Constituição Federal e no artigo 48 do 2° Estatuto do Banco. Esta é a única forma de ingresso no Banco e as promoções são realizadas de acordo com o desempenho e políticas internas. Por este motivo, não há procedimentos para a contratação local de membros de alta gerência em comunidade local. 24 7, 8, 9
ASPECTO: IMPACTOS ECONÔMICOS INDIRETOS Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL EC8 Desenvolvimento e impacto de investimentos em infraestrutura e serviços oferecidos, principalmente para benefício público, por meio de engajamento comercial, em espécie ou atividades pro bono. 25, 32
ADICIONAL EC9 Identificação e descrição de impactos econômicos indiretos significativos, incluindo a extensão dos impactos. 32
Indicadores de Desempenho Ambiental
Forma de Gestão Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
  28  
ASPECTO: MATERIAIS Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL EN1 Materiais usados, por peso ou volume. 5, 28
ESSENCIAL EN2 Percentual dos materiais usados provenientes de reciclagem. 28 8, 9
ASPECTO: ENERGIA Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL EN3 Consumo de energia direta, discriminado por fonte de energia primária. 5, 28
ESSENCIAL EN4 Consumo de energia indireta, discriminado por fonte primária. A energia indireta consumida pelo BB é adquirida de concessionárias de energia. A fonte destas distribuidoras é baseada na energia matriz energética brasileira, majoritariamente renovável (cerca de 70%). 5
ADICIONAL EN5 Energia economizada devido a melhorias em conservação e eficiência. A metodologia de cálculo para o consumo de energia foi alterada em 2010. Desta forma, não é possível comparar o total de energia economizada entre um ano e o outro. 28 8, 9
ADICIONAL EN6 Iniciativas para fornecer produtos e serviços com baixo consumo de energia ou que usem energia gerada por recursos renováveis e a redução na necessidade de energia resultante dessas iniciativas. 28 8, 9
ADICIONAL EN7 Iniciativas para reduzir o consumo de energia indireta e as reduções obtidas. 28 8, 9
ASPECTO: ÁGUA Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL EN8 Total de retirada de água, por fonte. 5, 28
ADICIONAL EN9 Fontes hídricas significativamente afetadas por retirada de água. 28
ADICIONAL EN10 Percentual e volume total de água reciclada e reutilizada. 28 8, 9
ASPECTO: BIODIVERSIDADE Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL EN11 Localização e tamanho da área possuída, arrendada ou administrada dentro de áreas protegidas, ou adjacente a elas, e áreas de alto índice de biodiversidade fora das áreas protegidas. 28
ESSENCIAL EN12 Descrição de impactos significativos na biodiversidade de atividades, produtos e serviços em áreas protegidas e em áreas com alto índice de biodiversidade fora das áreas protegidas. 28
ADICIONAL EN13 Habitats protegidos ou restaurados. Não aplicável às atividades bancárias. 8
ADICIONAL EN14 Estratégias, medidas em vigor e planos futuros para a gestão de impactos na biodiversidade.

 

28 8
ADICIONAL EN15 Número de espécies na Lista Vermelha da IUCN e em listas nacionais de conservação com habitats em áreas afetadas por operações, discriminadas pelo nível de risco de extinção. Não aplicável às atividades bancárias.
ASPECTO: EMISSÕES, EFLUENTES E RESÍDUOS Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL EN16 Total de emissões diretas e indiretas de gases de efeito estufa, por peso. 5, 28
ESSENCIAL EN17 Outras emissões indiretas relevantes de gases de efeito estufa, por peso. 5, 28
ADICIONAL EN18 Iniciativas para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e as reduções obtidas. 28 8
ESSENCIAL EN19 Emissões de substâncias destruidoras da camada de ozônio, por peso.

As atividades do Banco do Brasil não exercem impactos na camada de ozônio como o caso específico do CFC 11. As duas possibilidades eram as geladeiras e ar condicionados existentes e estes foram substituídos por outros com tecnologia não nociva.
ESSENCIAL EN20 NOx, SOx e outras emissões atmosféricas significativas, por tipo e peso. O Banco ainda não possui mecanismos de mensuração de emissão de NOx e SOx.
ESSENCIAL EN21 Descarte total de água, por qualidade e destinação. O Banco do Brasil é uma instituição financeira, sendo que o descarte de água é doméstico tratado pelas concessionárias e não há impactos significativos. 8
ESSENCIAL EN22 Peso total de resíduos, por tipo e método de disposição. O Banco do Brasil encaminha resíduos sólidos (papel, plástico, vidro e metal) coletados nos edifícios-sedes, às cooperativas e associações de catadores, entretanto não há mensuração do total de resíduos gerados. Em 2010, foi formalizado na Agenda 21 (período 2011-2013), o compromisso de implementar, até dezembro de 2012, a coleta seletiva em todas as dependências do Banco que estejam localizadas em municípios que contam com coleta seletiva pública ou associações/cooperativas de catadores. Dessa maneira, depois de finalizado esse processo, o BB passará a reportar o peso total de resíduos por tipo e método de disposição. 28 8
ESSENCIAL EN23 Número e volume total de derramamentos significativos. O Banco do Brasil, por conta da natureza de seus serviços, não possui atividades que impliquem em derramentos significativos.
ADICIONAL EN24 Peso de resíduos transportados, importados, exportados ou tratados considerados perigosos nos termos da Convenção da Basileia13 – Anexos I, II, III e VIII e percentual de carregamentos de resíduos transportados internacionalmente. Não é aplicável as atividades bancárias, pois o BB não gera resíduos perigosos que estejam contemplados na Convenção da Basileia - Anexos I, II, III e VIII. Por este motivo, não há intenção de reportar este indicador no futuro.
ADICIONAL EN25 Identificação, tamanho, status de proteção e índice de biodiversidade de corpos d’água e habitats relacionados significativamente afetados por descartes de água e drenagem realizados pela organização relatora.

Não é aplicável as atividades bancárias, pois o BB não atua em áreas em que a biodiversidade de corpos d'água e habitats relacionadas sejam significantemente afetados por conta de seu descarte de água. Por este motivo, não há intenção de reportar este indicador no futuro.
ASPECTO: PRODUTOS E SERVIÇOS Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL EN26 Iniciativas para mitigar os impactos ambientais de produtos e serviços e a extensão da redução desses impactos. 28, 40 8
ESSENCIAL EN27 Percentual de produtos e suas embalagens recuperados em relação ao total de produtos vendidos, por categoria de produto. 

Não aplicável às atividades bancárias. 8
ASPECTO: CONFORMIDADE Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL EN28 Valor monetário de multas significativas e número total de sanções não-monetárias resultantes da não-conformidade com leis e regulamentos ambientais. No período, não houve registros relacionados ao tema.
ASPECTO: TRANSPORTE Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ADICIONAL EN29 Impactos ambientais significativos do transporte de produtos e outros bens e materiais utilizados nas operações da organização, bem como do transporte de trabalhadores. Em relação ao transporte de trabalhadores, são mapeados os impactos de viagens aéreas e frota própria. Esses indicadores estão divulgados no inventário de emissão de gases no capítulo Conexão – Meio Ambiente. 28
ASPECTO: GERAL Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ADICIONAL EN30 Total de investimentos e gastos em proteção ambiental, por tipo. 6, 28 8
Indicadores de Desempenho Referentes a Práticas Trabalhistas e Trabalho Decente
Forma de Gestão Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
  24  
ASPECTO: EMPREGO Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL LA1 Total de trabalhadores, por tipo de emprego, contrato de trabalho e região. 24
ESSENCIAL LA2 Número total e taxa de rotatividade de empregados, por faixa etária, gênero e região.  24 6
ADICIONAL LA3 Benefícios oferecidos a empregados de tempo integral que não são oferecidos a empregados temporários ou em regime de meio período, discriminados pelas principais operações. 24, 25
ASPECTO: RELAÇÕES ENTRE OS TRABALHADORES E A GOVERNANÇA Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL LA4 Percentual de empregados abrangidos por acordos de negociação coletiva.  24 3
ESSENCIAL LA5 Prazo mínimo para notificação com antecedência referente a mudanças operacionais, incluindo se esse procedimento está especificado em acordos de negociação coletiva. 24 3
ASPECTO: SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ADICIONAL LA6 Percentual dos empregados representados em comitês formais de segurança e saúde, compostos por gestores e por trabalhadores, que ajudam no monitoramento e aconselhamento sobre programas de segurança e saúde ocupacional. 24
ESSENCIAL LA7 Taxas de lesões, doenças ocupacionais, dias perdidos, absenteísmo e óbitos relacionados ao trabalho, por região. No período, não houve óbitos. 24
ESSENCIAL LA8 Programas de educação, treinamento, aconselhamento, prevenção e controle de risco em andamento para dar assistência a empregados, seus familiares ou membros da comunidade com relação a doenças graves. 24
ADICIONAL LA9 Temas relativos a segurança e saúde cobertos por acordos formais com sindicatos.  24
ASPECTO: TREINAMENTO E EDUCAÇÃO Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL LA10 Média de horas de treinamento por ano, por funcionário, discriminadas por categoria funcional.  24
ADICIONAL LA11 Programas para gestão de competências e aprendizagem contínua que apoiam a continuidade da empregabilidade dos funcionários e para gerenciar o fim da carreira.  24
ADICIONAL LA12 Percentual de empregados que recebem regularmente análises de desempenho e de desenvolvimento de carreira. 24
ASPECTO: DIVERSIDADE E IGUALDADE DE OPORTUNIDADES Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL LA13 Composição dos grupos responsáveis pela governança corporativa e discriminação de empregados por categoria, de acordo com gênero, faixa etária, minorias e outros indicadores de diversidade. 6, 13, 24 6
ESSENCIAL LA14 Proporção de salário base entre homens e mulheres, por categoria funcional. 24 6
Indicadores de Desempenho Referentes a Direitos Humanos
Forma de Gestão Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
  14, 28  
ASPECTO: PRÁTICAS DE INVESTIMENTO E DE PROCESSOS DE COMPRA Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL HR1 Percentual e número total de contratos de investimentos significativos que incluam cláusulas referentes a direitos humanos ou que foram submetidos a avaliações referentes a direitos humanos. Todos os contratos de investimento significativos, localizados no capítulo Investimento – Ativos Intangíveis não contábeis – Tecnologia, possuem cláusulas referentes a direitos humanos, seguindo a política de relacionamento com fornecedores – capítulo Conexão – Fornecedores. 27 1
ESSENCIAL HR2 Percentual de empresas contratadas e fornecedores críticos que foram submetidos a avaliações referentes a direitos humanos e as medidas tomadas. 100% dos contratos com fornecedores possuem cláusulas referentes a direitos humanos, seguindo a política de relacionamento com fornecedores – capítulo Conexão – Fornecedores. 27 1
ADICIONAL HR3 Total de horas de treinamento para empregados em políticas e procedimentos relativos a aspectos de direitos humanos relevantes para as operações, incluindo o percentual de empregados que recebeu treinamento. Parcial – não há treinamentos específicos relativos a aspectos de direitos humanos. O Banco dispõe de treinamentos que tratam de assuntos correlatos ao tema e estão contabilizados no indicador LA10.
ASPECTO: NÃO-DISCRIMINAÇÃO Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL HR4 Número total de casos de discriminação e as medidas tomadas. 24 6
ASPECTO: LIBERDADE DE ASSOCIAÇÃO E NEGOCIAÇÃO COLETIVA Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL HR5 Operações identificadas em que o direito de exercer a liberdade de associação e a negociação coletiva pode estar correndo risco significativo e as medidas tomadas para apoiar esse direito. Nas operações não há risco inerente. 24 3
ASPECTO: TRABALHO INFANTIL Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL HR6 Operações identificadas como de risco significativo de ocorrência de trabalho infantil e as medidas tomadas para contribuir para a abolição do trabalho infantil. Nas operações não há risco inerente. 27 5
ASPECTO: TRABALHO FORÇADO OU ANÁLOGO AO ESCRAVO Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL HR7 Operações identificadas como de risco significativo de ocorrência de trabalho forçado ou análogo ao escravo e as medidas tomadas para contribuir para a erradicação do trabalho forçado ou análogo ao escravo. Nas operações não há risco inerente. 14, 27 2, 4
ASPECTO: PRÁTICAS DE SEGURANÇA Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ADICIONAL HR8 Percentual do pessoal de segurança submetido a treinamento nas políticas ou procedimentos da organização relativos a aspectos de direitos humanos que sejam relevantes às operações. Os contratos de segurança preveem cláusulas em que o contratado declara e obriga-se a exercer suas atividades em conformidade com a legislação vigente. A Portaria n° 387/2006 – DG/DPF BRASÍLIA/DF. determina que para exercer a profissão de vigilante alguns requisitos devem ser cumpridos, incluindo a aprovação em curso de formação de vigilante. De acordo com a respectiva portaria, os cursos de formação devem abordar tópicos relacionados aos direitos humanos, como por exemplo legislação aplicada e Direitos humanos e relações humanas no trabalho 1
ASPECTO: DIREITOS INDÍGENAS Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ADICIONAL HR9 Número total de casos de violação de direitos dos povos indígenas e medidas tomadas. Não aplicável às atividades bancárias. 1
Indicadores de Desempenho Social Referente à Sociedade
Forma de Gestão Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
  14, 17, 24  
ASPECTO: COMUNIDADE Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL SO1 Natureza, escopo e eficácia de quaisquer programas e práticas para avaliar e gerir os impactos das operações nas comunidades, incluindo a entrada, operação e saída. 14, 25
ASPECTO: CORRUPÇÃO Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL SO2 Percentual e número total de unidades de negócios submetidas a avaliações de riscos relacionados a corrupção. 17, 24 10
ESSENCIAL SO3 Percentual de empregados treinados nas políticas e procedimentos anticorrupção da organização. 24 10
ESSENCIAL SO4 Medidas tomadas em resposta a casos de corrupção. Os casos de corrupção são tratados com confidencialidade. 24 10
ASPECTO: POLÍTICAS PÚBLICAS Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL SO5 Posições quanto a políticas públicas e participação na elaboração de políticas públicas e lobbies. 14, 26
ADICIONAL SO6 Valor total de contribuições financeiras e em espécie para partidos políticos, políticos ou instituições relacionadas, discriminadas por país. O Banco não realiza contribuições a partidos políticos, conforme previsto em seu Código de Ética. 26
ASPECTO: CONCORRÊNCIA DESLEAL Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ADICIONAL SO7 Número total de ações judiciais por concorrência desleal, práticas de truste e monopólio e seus resultados. 29
ASPECTO: CONFORMIDADE Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL SO8 Valor monetário de multas significativas e número total de sanções não monetárias resultantes da não conformidade com leis e regulamentos. 15, 19e 25
Indicadores de Desempenho Referentes à Responsabilidade pelo Produto
Forma de Gestão Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
  17 e 19  
ASPECTO: SAÚDE E SEGURANÇA DO CLIENTE Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL PR1 Fases do ciclo de vida de produtos e serviços em que os impactos na saúde e segurança são avaliados visando a melhoria e o percentual de produtos e serviços sujeitos a esses procedimentos. 17
ADICIONAL PR2 Número total de casos de não conformidade com regulamentos e códigos voluntários relacionados aos impactos causados por produtos e serviços na saúde e segurança durante o ciclo de vida, discriminados por tipo de resultado. Não aplicável às atividades bancárias.
ASPECTO: ROTULAGEM DE PRODUTOS E SERVIÇOS Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL PR3 Tipo de informação sobre produtos e serviços exigida por procedimentos de rotulagem e o percentual de produtos e serviços sujeitos a tais exigências. 17, 36
ADICIONAL PR4 Número total de casos de não-conformidade com regulamentos e códigos voluntários relacionados a informações e rotulagem de produtos e serviços, discriminados por tipo de resultado. 15
ADICIONAL PR5 Práticas relacionadas à satisfação do cliente, incluindo resultados de pesquisas que medem essa satisfação. O indicador não foi reportado integralmente devido à confidencialidade das informações. 22
ASPECTO: COMUNICAÇÕES DE MARKETING Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL PR6 Programas de adesão às leis, normas e códigos voluntários relacionados a comunicações de marketing, incluindo publicidade, promoção e patrocínio. O BB não comercializa produtos que não sejam alvo de debate público ou que sejam príbido 19
ADICIONAL PR7 Número total de casos de não-conformidade com regulamentos e códigos voluntários relativos a comunicações de marketing, incluindo publicidade, promoção e patrocínio, discriminados por tipo de resultado.  19
ASPECTO: CONFORMIDADE Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ADICIONAL PR8 Número total de reclamações comprovadas relativas a violação de privacidade e perda de dados de clientes. Não reportado integralmente, devido à confidencialidade das informações
ASPECTO: COMPLIANCE Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
ESSENCIAL PR9 Valor monetário de multas (significativas) por não conformidade com leis e regulamentos relativos ao fornecimento e uso de produtos e serviços. 15
Indicadores Setoriais Atendimento Observação Págs. Princípios do Pacto Global
Forma de Gestão 14
Setorial FS1 Descrição das políticas com componentes sociais e ambientais específicos aplicados às linhas de negócio. 14
Setorial FS2 Descrição dos procedimentos para acessar e analisar riscos ambientais e sociais nas linhas de negócio em relação a cada política. 15, 33
Setorial FS3 Descrição dos processos de monitoramento do cliente com respeito à implemtentação e a conformidade às exigências ambientais e sociais inclusas nos acordos ou operações. 33
Setorial FS4 Descrição do(s) processo(s) para melhoria de competência do pessoal para implementação de políticas e procedimentos ambientais e sociais aplicados as linhas de negócio. 24, 33
Setorial FS5 Descrição das interações com clientes e outros stakeholders com respeito a riscos e oportunidades ambientais e sociais 3, 33
Setorial FS6 Percentual da carteira para linhas de negócio por região específica, tamanho e setor. 33
Setorial FS7 Valor monetário de produtos e serviços projetados para trazer um benefício social específico para cada linha de negócio discriminado por propósito. 40
Setorial FS8 Valor monetário total de produtos e serviços ambientais específicos discriminado por linha de negócio. 40
Setorial FS9 Extensão e frequência das auditorias para avaliar a implementação de políticas ambientais e sociais e de procedimentos de avaliação de risco. 15, 33
Setorial FS10 Percentual e número de empresas na carteira da instituição com as quais a organização informante interagiu em questões ambientais ou sociais. 32, 33
Setorial FS11 Percentual de ativos sujeitos à triagem ambiental ou social positiva ou negativa. 38
Setorial FS12 Política(s) de voto aplicada(s) a questões ambientais ou sociais para ações sobre as quais a organização informante tem direito a ações com voto ou aconselhamento na votação. Apesar de não possuir política própria que orienta o voto, o BB segue os princípios do Pacto Global e contribui para as políticas ambientais ao exercer o direito de voto em vários ministérios referente às questões ambientais e sociais, como o Ministério do Meio Ambiente – MMA, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA e outros.
Setorial FS13 Acesso a serviços financeiros em áreas pouco populosas ou em desvantagem econômica por tipo de acesso. 22
Setorial FS14 Iniciativas para melhorar o acesso de pessoas com deficiências ou debilidades. 22
Setorial FS15 Políticas para o correto desenvolvimento e venda de produtos e serviços financeiros. 14, 16
Setorial FS16 Iniciativas para melhorar a educação financeira por tipo de beneficiário. 25

topo