busca
A- A+
Início »

Mensagem do Presidente

1.1 | 1.2

Caros amigos e parceiros,

A primeira década do século XXI se encerrou com o Brasil se destacando como um país dinâmico, capaz de assumir responsabilidades entre as nações e com um vigor econômico que impressionou não apenas os brasileiros, mas também nossos parceiros em todo o mundo. Essa desenvoltura econômica se refletiu em crescimento dos negócios no Brasil, entre brasileiros e empresas nos cinco continentes. Um momento especial, quando nós, o Banco do Brasil, pudemos mostrar toda nossa força para apoiar o desenvolvimento sustentável do país.

2010 foi mais um ano de muitas realizações para o Banco do Brasil. Foi o ano em que conquistamos o maior lucro líquido de nossa história de mais de 200 anos, consolidamos nossa liderança como a maior instituição financeira da América Latina em ativos totais, e, o mais importante, ampliamos a oferta de crédito a nossos clientes de uma forma tão espetacular que garantimos uma participação de quase 20% nesse mercado.

A Oferta Pública de Ações realizada pelo Banco do Brasil em junho de 2010 foi uma das maiores operações do mercado brasileiro, o que aumentou nosso capital em R$ 8 bilhões e nos trouxe 78 mil novos investidores.

Foi um ano também de grandes avanços em parcerias estratégicas. Aumentamos nossa participação nas empresas Cielo e CBSS; finalizamos o processo de reestruturação de nossas empresas de seguridade, iniciamos uma nova parceria com o Banco Bradesco e a Caixa Econômica Federal para a emissão de uma nova bandeira nacional de cartões, a ELO, além de consolidarmos a parceria com o Banco Votorantim, construindo sinergias de grande efetividade.

Também concluímos o processo de integração do Banco Nossa Caixa e ampliamos nossa atuação no estado de São Paulo. O BB está caminhando para uma nova fase em sua história. A palavra banco já não é suficiente para descrever tudo o que fazemos e o que podemos fazer por nossos clientes e parceiros. Como um grande conglomerado, queremos ser referência como fornecedor de produtos e serviços financeiros de alta qualidade. Queremos aproveitar o cenário de crescimento econômico do Brasil para continuar a diversificação dos negócios.

Esse desempenho também é colocado a serviço de nossa histórica vocação pública. Isto se traduz não apenas em nossa presença em todo o país, mesmo em regiões desfavorecidas, mas também na oferta de crédito responsável, no apoio a comunidades e nos investimentos em cultura, educação e geração de trabalho e renda.

O Banco do Brasil vai continuar investindo forte em sua condição de parceiro do desenvolvimento sustentável brasileiro, apoiando a expansão dos negócios no cenário internacional e consolidando sua eficiência na gestão de negócios lucrativos, na qualidade de suas operações e na satisfação das necessidades de seus clientes, no Brasil e no mundo.

Nosso objetivo é ser o banco dos brasileiros e das empresas brasileiras onde quer que elas estejam, foi por isso que adquirimos o controle acionário do Banco Patagonia, da Argentina; e fizemos movimentos em países africanos e nos Estados Unidos, onde conseguimos o status de Financial Holding Company, o que nos permite atuar como uma instituição comercial plena naquele país.

Também é da mais alta importância garantir responsabilidade socioambiental aos nossos processos. Essa preocupação nos levou a aderir aos Princípios para o Investimento Responsável por meio da BB-DTVM, com o objetivo de incorporar questões sociais, ambientais e de governança corporativa às práticas de análise, decisão e gestão de investimentos.

Participamos, também, de uma proposta da Organização das Nações Unidas para que as empresas signatárias do Pacto Global passem a abordar as questões referentes à água e ao gerenciamento de recursos hídricos em suas estratégias corporativas. Neste contexto, firmamos uma parceria para o desenvolvimento do Programa Água Brasil com a Agência Nacional de Águas, a WWF-Brasil e a Fundação Banco do Brasil.

Os compromissos socioambientais do Banco do Brasil estão expressos em nossa Agenda 21, que foi atualizada no final de 2010 com novas metas de sustentabilidade para o período de 2011 a 2013.

Para 2011 estamos diante de novos desafios e queremos ampliar a participação de mercado do BB em diversos segmentos de negócio e serviços, garantindo sempre a manutenção do nível de excelência na gestão administrativa e financeira do Banco.

Ser rentável com desenvolvimento sustentável, investir na qualificação de pessoas, prezar pela valorização de nossa equipe, manter o compromisso com a visão de longo prazo e construir relacionamentos duradouros. Somente assim o Banco do Brasil seguirá sendo reconhecido como o principal banco do Brasil: o banco das empresas e do setor público, uma referência no Brasil e no exterior.

 

Aldemir Bendine
Presidente

topo